A Arte do Saxofone

Especialmente no Brasil a imagem do saxofone sempre esteve associada à chamada “música popular”. Estilos como o jazz, o rock e baladas românticas, choro e bossa nova mostraram, durante todo o século XX, apenas uma parte das possibilidades técnicas, timbrísticas e de expressão desse instrumento inventado pelo belga Adolphe Sax e patenteado em Paris em 1846. A ideia de Sax foi criar um novo instrumento para compor grupos orquestrais de concerto, capaz de amalgamar a sonoridade doce das madeiras e das cordas com a impetuosidade dos metais.

O trabalho do SAXOFONIA é resgatar esse conceito e contribuir para preencher a lacuna deixada na formação do público ouvinte no Brasil, mostrando uma maneira diferente de tocar e ouvir o saxofone. Ao mostrarmos essa diversidade buscamos despertar o interesse e diminuir o preconceito em relação “música de concerto” e a obras musicais mais elaboradas.

Música para o Mundo em que Vivemos

No mundo atual a linguagem multimídia é uma tendência cada vez maior e irreversível. Diversos compositores tem experimentado em suas técnicas composicionais unir a performance musical a outros recursos de expressão como imagens e sons pré-gravados manipulados digitalmente.

A interpretação dessas obras leva o público a vivenciar experiências sensoriais diferenciadas com a fusão do virtual e do real.

Recital – Palestra TRABALHAR COM ARTE

Dinâmica para grupos de trabalho e treinamentos de RH e Qualidade Total

Trabalhar em equipe, no moderno conceito, pressupõe mais do que reunir pessoas para executar uma tarefa. Exige sintonia fina, sensibilidade para atuar seguindo e/ou liderando.
O Saxofonia – Quarteto de Saxofones criou o RECITAL – PALESTRA “TRABALHAR COM ARTE”, modelo de apresentação para servir a programas de Treinamento em RH, Qualidade Total e Trabalho em Equipe nas empresas. Palestra onde são abordados vários assuntos presentes no cotidiano do trabalho em equipe. Temas como Liderança, Confiança, Comunicação, Ousadia, Sensibilidade, Criatividade, Disciplina e Talento são ilustrados por obras de Mozart, Bach, Villa-Lobos e Piazzolla entre outros, interpretadas ao vivo pelo Saxofonia.

A ideia surgiu partir da vivência de Ramiro Marques por mais de 12 anos dentro de uma grande empresa e depois ter migrado para o mundo da música. Constatou-se que há muito em comum entre os diversos grupos de trabalho, sejam eles musicais, esportivos, dentro de empresas ou universidades.